segunda-feira, novembro 28, 2005

domingo, novembro 27, 2005

sábado, novembro 26, 2005

Sem título



Quem quiser que dê um título.

Foto:Wind

sexta-feira, novembro 25, 2005

Flor



Quem quiser leve-as;)

Foto dada por uma pessoa amiga.

quinta-feira, novembro 24, 2005

Camões



A sua vida fascina-me. E a vocês?

Foto:Wind

quarta-feira, novembro 23, 2005

O retorno de Saturno



Saturno veio colher as romãs
brasas no pomar
Vivo nua pela casa
leio cartas, fecho as portas
Saturno me espia pelas frestas
me sussurra nomes feios
vivo cheia de varais
lampiões e pássaros acesos
Parece que estou esticada entre dois abismos
entre dois homens
entre dois vendavais
Abro a janela
encaro o deus
me vejo nos seus olhos
me vejo dentro dele
Quando é que esses olhos irão me acordar?
Quando é que irão me levar?
Quieto no seu canto
Saturno me estende a mão e um cálice
e é como se a vida chegasse
silenciosa e indolor
como os milagres.


Iracema Macedo

Foto dada por uma pessoa amiga

terça-feira, novembro 22, 2005

segunda-feira, novembro 21, 2005

Pôr do sol



A noite é linda, não é?

Imagem recebida por mail

domingo, novembro 20, 2005

Macacos



Será que estão a olhar para algo?

Foto:Wind

sábado, novembro 19, 2005

Nuvem



Costumam andar nas nuvens?

Foto tirada da net

sexta-feira, novembro 18, 2005

quinta-feira, novembro 17, 2005

Crianças...



O que pensam sobre o que é ser criança?

Foto tirada da net

quarta-feira, novembro 16, 2005

terça-feira, novembro 15, 2005

Lisboa à noite



Linda esta cidade, não é?:)

Imagem tirada da net

segunda-feira, novembro 14, 2005

sábado, novembro 12, 2005

Pôr do sol



Porque é que tanta gente gosta do pôr do sol?

Foto:Wind

quinta-feira, novembro 10, 2005

quarta-feira, novembro 09, 2005

Sleeping



Qual a sensação de ver esta imagem?

Foto:Anne Geddes

terça-feira, novembro 08, 2005

segunda-feira, novembro 07, 2005

domingo, novembro 06, 2005

Longa se torna a espera



E quando eu descobrir o segredo
Da neblina cinzenta
que torna a água barrenta
E sem perdão me esmaga o peito

E quando se levanta de repente
A névoa que cobre o rio
Que gela tudo de frio
E escurece a corrente

Longa se torna a espera
Na névoa que cobre o rio
Lenta vem a galera
Na noite quieta de frio
E quando...

E quando eu apanhar finalmente
O barco para a outra margem
Outra que finde a viagem
Onde se espere por mim

Terei, terei mais uma vez a força
Para enfrentar tudo de novo
Como a galinha e o ovo
Num repetir de desgraças

Longa se torna a espera
Na névoa que cobre o rio
Lenta vem a galera
Na noite quieta de frio
E quando...


Xutos & Pontapés

Foto:Wind

sábado, novembro 05, 2005

sexta-feira, novembro 04, 2005

quinta-feira, novembro 03, 2005

quarta-feira, novembro 02, 2005

Zé Povinho



O dito cujo a ver a "1ª Companhia" na T.V.I.:)

Foto:Wind

terça-feira, novembro 01, 2005